Abril termina quente com o “Somos Futebol”!

Padrão

somos brasil

A CBF estará promovendo na próxima semana – 25 a 30 de abril 2016 – em sua sede no Rio de Janeiro um amplo debate sobre questões importantes do futebol no “SOMOS FUTEBOL”, um evento dedicado à evoluçaõ do futebol brasileiro. De bom nisto tudo, está a presença de vários estrangeiros, dos 28 conferencistas, 12 são de fora.

Os temas são relevantes e os convidados estão na crista da onda do esporte hoje.

  • Gestão Esportiva
  • Categorias de Base
  • Futebol Feminino
  • Arbitragem
  • Calendário e Competições
  • Internacionalização das Marcas
  • Licença de clubes
  • Finanças

Os técnicos Antonio Conte (Seleção Italiana) e Dunga (Seleção Brasileira) abrem os debates na questão técnica para discutir “Técnicos e táticas: treinando clubes e seleções para o novo futebol mundial”. Ainda para o tema gestão esportiva, foi convidado Franco Baldini, ex-assistente da seleção inglesa e ex-diretor de futebol de Roma, Real Madrid e Tottenham, compartilhando idéias com o coordenador geral de seleções da CBF 0 Gilmar Rinaldi. O Presidente do Red Bull Brasil, Rodolfo Kussarev já confirmou que também virá.

Na parte de futebol feminino, será feita uma discussão em termos macro-regionais, envolvendo a Conmebol, representada pelas gerentes do Conmebol: Lorena Soto (Desenvolvimento de Futebol Feminino) e Andrea Ortiz (Competições Femininas da Conmebol).

Internacionalização das marcas traz, além de Arturo de la Fuente, executivo de Negócios Internacionais e Desenvolvimento do Barça, o brasileiro Ricardo Villar – CEO da Florida Cup, e a alemã Ann Carolin Onnen, diretora da German american Insights in Sports e líder do processo de comercialização da Bundesliga (Campeonato Alemão).

Os dois últimos dias serão para um Simpósio Médico com a presença dos clubes das Séries A, B e C do Campeonato Brasileiro, além do futebol feminino.

Ah! queria estar lá! vai ser uma semana muito rica. Tomara que a mídia dê máxima cobertura para as discussões e temas levantados.

Muito perto do sonho de jogar no exterior.

Padrão

Na carreira do jovem candidato a jogador de futebol, o sonho De ir jogar lá fora, em outros países, é algo tratado com muita atenção.

Logo no início de maio,  nova estrada neste sonho chega com o técnico das categorias de base do Boca Juniors, Oscar Bartolo Aquino, que estará analisando jovens nas várias escolinhas que o time argentino mantém como suas franquias no Brasil. São 72 escolinhas no mundo, sendo 40 no Brasil.

Em reportagem do Jornal Cruzeiro, o técnico explica sua idéia ao visitar as franquias do Boca Juniors e observar seus alunos:

 A intenção, porém, não é integrá-los às categorias de base na Casa Amarela (o centro de treinamento do Boca, em Buenos Aires), mesmo porque isso não é permitido pela legislação vigente, mas sim realizar uma espécie de intercâmbio. A ideia é selecionar um ou dois por escola para levar ao campus na Argentina e treinar com outros garotos. Não se trata de importar e exportar meninos, mas sim incorporar neles a metodologia do Boca Juniors”, explica Aquino. 

foto aquino TECNICO BOCA JUNIORSFoto Pedro Negrão

O técnico acredita que a mistura das influências das duas culturas futebolísticas só pode dar certo: de um lado, o talento natural brasileiro, de outro, a garra do argentino para não perder bola. Aliás, publico este post exatamente no intervalo entre o primeiro e o segundo tempo do jogo São Paulo x River Plate, no estádio do Morumbi, pela Taça Libertadores. Um jogo que dá para ver a idéia de Aquino na prática.

O Boca Juniors é um time chamado de time Xeneize – este era o termo que se referia aos Genoveses, italianos vindos de Gênova, que viviam no bairro de La Boca no começo do século XX, devido ao dialeto que falavam. Os mesmos Genoveses fundaram o Club Atlético Boca Juniors, que tem este apelido. Ou outro, este meio esquisito para o brasileiro: Los Bosteros, que se originou do terreno onde está o estádio de La Bombonera que, antes da construção, foi uma fábrica de tijolos que usava excrementos de animal como matéria-prima, deixando um péssimo cheiro na vizinhança, levando os rivais do Boca  chamar seus torcedores de “bosteiros”.

Mas tudo isso é história ou folclore. O importante é que você perceba que vai aí uma oportunidade especial para seu inicio de carreira. Estar em uma destas escolinhas e ser selecionado pelo técnico, pode valer uma boa experiência na Casa Amarela, o alojamento oficial do clube.

VEJA A AGENDA DO TÉCNICO DO BOCA JUNIORS NO BRASIL

De 05 a 14 de abril 2016, o Coordenador Técnico das Escolas Internacionais do clube portenho, Oscar Bartolo Aquino,  estará no país com o objetivo de realizar a primeira fase do processo de Avaliação Técnica Oficial em nove escolas da rede de em solo brasileiro.

As cidades de Guarulhos (SP), Santos (SP), Sorocaba (SP), São Caetano do Sul (SP), São Bernardo do Campo (SP), Santo André (SP), Curitiba (PR), Blumenau (SC) e Canoas (RS) recebem respectivamente o evento, cujo objetivo será de selecionar os melhores atletas para participarem da segunda etapa do processo de avaliação no próprio clube, na Argentina, entre os dias 02 a 06 de maio 2016.

 

Leia mais: Boca Juniors Brasil

A febre do futebol americano

Padrão

futebol americano simbolo bolaEstamos sempre antenados aqui em nosso blog com as peneiras que acontecem no Brasil. A idéia é informar quem está procurando e também sentir o movimento de abertura dos clubes para novos jogadores que venham criar sua base. No entanto, ultimamente temos uma vigorosa enchente de peneiras e situações ligadas ao futebol americano. Incrível, isto. Mereceria um TCC.

Depois de amanhã, nova peneira de futebol americano. Esta é em Cuiabá, onde serão selecionados atletas dias 2/4/16 e 3/4/16, no estádio Eurico Gaspar Dutra, o Dutrinha. A peneira é organizada pela Confederação Brasileira de Futebol Americano – CBFA, pela comissão técnica dfa seleção e apoio do time local – Cuiabá Arsenal. 28 candidados pré-selecionados na região Norte e Centro-Oeste serão testados: quatro atletas do Distrito Federal (DF), quatro do estado de Goiás (GO), dois de Mato Grosso do Sul (MS), dois do Pará (PA), dois do Amazonas (AM) e 14 de Mato Grosso (MT). Para você que quer se familiarizar com este tipo de futebol, vá conhecendo os clubes – é a melhor forma. Destes 14 do Mato Grosso: dois são da equipe do Sinop Coyotes e doze do Cuiabá Arsenal (Associação Atlética Cuiabá Arsenal – AACA), time que será o gestor da peneira.

“Foi a primeira vez que a comissão técnica do Brasil Onças, como é chamada a seleção brasileira, fez processos seletivos regionais. Antes era feita apenas uma peneira, no Sul ou Sudeste. Daí os atletas de todo país se deslocavam para lá. Mas isso mudou. Agora são quatro etapas. A primeira ocorreu no Nordeste, a segunda no Sul, a terceira no Sudeste e a quarta e última será no Centro-Oeste. No total são 182 candidatos de 18 estados e 39 times”, explicou o head coach, Kenneth Joshen (KJ).

Curta aí!

Pertinho de Sampa, vem aí outra peneira

Padrão

peneira cotia

A Secretaria de Esportes, Juventude e Lazer de COTIA organizou – para 5 MARÇO 2016 – uma “peneira” de futebol para nascidos em 2001 e 2002. A seleção será no Estádio Marco Antônio da Luz, no bairro do Atalaia. Horários:

  • 1 – Nascidos em 2001 e 2002 deverão comparecer às 8 horas.
  • 2 – Os nascidos em 1997, 1998, 1999 e 2000 deverão se apresentar às 10 horas.

Os testes serão aplicados pelos educadores físicos Reinaldo (Pino), Francisco, Alcides e Jailson..

A Secretaria de Esportes informa que as equipes vão representar a cidade de Cotia nas competições regionais e estaduais, tais como: Taça São Paulo, Jogos Estaduais da Juventude e Regionais.

boraBora pra Cotia!

Para maiores informações, ligue: 4243-3273

Serviço

Peneira de Futebol

Estádio Marco Antônio da Luz, Atalaia – Cotia

Data: 5 de março / Horário: 8h e 10h

O site da CBF x o site da NFL

Padrão

super bowl 50

Uma pesquisa da consultoria Bites – ligada por “alianças estratégicas” à FGV, USP, Mackenzie, UFRPE e outras – divulgou que, entre os brasileiros,  o site da NFL National Football League (o futebol americano) é mais popular do que o site da CBF Confederação Brasileira de Futebol. A pesquisa fala de uma diferença de um milhão de visitas a mais para NFL, nos últimos meses. Sendo específico: 4MM contra 3MM de brasileiros.

Jogadores brasileiros estão buscando o futebol (igual o nosso) nos Estados Unidos mas nas peneiras de clubes brasileiros de futebol americano, cresce a adesão de brasileiros.

A questão é cultural. Brasileiros buscam não só o futebol igual ao nosso, mas também o futebol do tipo deles – o futebol americano. Está havendo uma migração de jogadores nossos para os times de futebol nos Estados Unidos e a vinda de gente deles para cá. Assim como consumimos seus filmes, suas músicas, os produtos de suas empresas. Isso é imersão na cultura norte-americana. Ver gente em São Paulo se apinhando nos lugares para assistir o Super Bowl 50, a final do campeonato de futebol americano nos Estados Unidos, foi uma “experiência”. Havia relação de bares onde assistir a transmissão do evento que acontecia no Levi´s Stadium, em Santa Clara, Califórnia, com direito a ver a banda Coldplay e Beyoncé. Enquanto isso 18 Estados assistiam o Super Bowl nos cinemas, em ação conjunta ESPN e Cinelive (conteúdo digital via satélite para cinemas).

Sempre foi assim em nossa história moderna – os Estados Unidos são como um sonho para os brasileiros. Mas, agora, é como buscar ar para respirar. Os Estados Unidos querem ser campeões mundiais de futebol (o nosso) em 2026 e para isso tem estratégia e aplicam recursos. Nosso ânimo é revitalizado vendo um país levar tão a sério o nosso esporte preferido.

No Google Trends, uma das formas que o Google oferece para medir frequência com que as pessoas pesquisas certos termos, o índice médio de volume de busca do futebol americano, se a gente tomar como base 2010 até 2016, é muito maior do que o de pesquisas sobre ciclismo, fisiculturismo (uso de exercicios para melhor formação muscular) e judô. Não estamos falando de diferençazinha. O índice de pesquisa de futebol americano é de 59 e o de ciclismo é de 45, judô é 15 e fisiculturismo é 22.

A coisa está crescendo tanto que até em nosso blog comentamos o tema outro dia: Futebol americano: pouco conhecido, a não ser em filmes.

Diria assim: já que no futebol brasileiro é difícil entrar e eu gosto de esporte, então vou tentar um tipo de futebol que poucos conhecem e onde posso ter um lugar, além de ser de um país que leva o esporte a sério.

De nossa parte, vamos de vez em quando falar disso, sim, pois é uma realidade em plena explosão. Mas nosso objetivo é o futebol brasileiro que tem muito ainda a mostrar e muito ainda a ser apoiado por todos nós, porque é prazer puro, porque é coisa de raça e talento.

 

Os pais na vida do jogador de futebol

Padrão

futsalSempre falo com os pais em meus posts tanto quanto falo com os jogadores pois sei que, na carreira do jovem, eles tem enorme importância. Começa pelo conhecimento da lei que regula o futebol e para a qual terão muito mais preparo para compreender suas implicações. Depois, vem o apoio psicológico, tão importante em uma carreira tão competitiva e sob a mira de uma mídia impiedosa.

Tive uma surpresa nesta semana quando vi um processo seletivo ser anunciado pelo Floripa Futsal em parceria com a AFAFF Associação dos Pais dos Atletas de Futsal de Florianópolis. Acreditam nisso? Já enviamos um email para o Floripa Futsal para entender melhor como é a relação mas sei que dificilmente responderão. Clubes de futebol e similares não costumam responder e-mails mas esta não é a questão.

A questão é a potencialidade de uma parceria deste tipo caso ela esteja ou não acontecendo na prática. A notícia diz que o Floripa Futsal fechou uma parceria com a Associação dos Pais para fortalecer o trabalho de base. Neste ano será para quatro categorias: Sub-9, 11, 13 e 15. Na semana que vem 15/2 os atletas deverão ser apresentar e nos dias 22 e 24 de fevereiro será a peneira para incorporar novos talentos ao time.

Para participar do processo seletivo, os interessados devem enviar um email para apaff.apaff@gmail.com o seguinte: cópia do RG, registro (se tiver) na Federação Catarinense de Futebol de Salão, qual último clube e ano que participou do Estadual. As avaliações acontecerão no ginásio Carlos Alberto Campos às 20h para crianças nascidas entre 2005 e 2008 e atletas de 2001, 2002, 2003 e 2004 (dia 24). A Afaff (a associação de pais) informa na notícia que disponibilizará escolinha para crianças de 7, 8 e 9 anos, no mesmo local, às 3as e 5as feiras, às 18h, a partir do dia 1º de março. Informações pelo telefone 99165799 (ddd Florianópolis), com Fábio Felix.

No site da Federação Catarinense de Futebol de Salão há um post chamado AMIGOS DO FUTSAL, publicado no final do ano passado. Ele transmite uma mensagem que hipoteticamente a criança estaria passando a seus pais. Vale a pena ler.

O jogo de Futsal é um evento composto de três importantes elementos:

  1. Os técnicos; 2. Os árbitros; 3. Os atletas.

Mas nas categorias de base, há um elemento que é fundamental para o bom (ou mau) desenvolvimento da criança como atleta e, principalmente como cidadão: Os pais. Às vezes se excedem no “incentivo” ao filho e proporcionam cenas grotescas que acreditam sejam para ajudar o desempenho da criança.

Sendo assim, temos alguns recados que as crianças gostariam de dar a seus pais.

Papais e Mamães

  • Não gritem em público.
  • Não desrespeitem professores/técnicos e os árbitros.
  • Não gritem comigo.
  • Não me deem instruções durante o jogo.
  • Não queiram me dar aulas sobre meus erros após os jogos.
  • Não desrespeitem ou menosprezem meus companheiros e adversários.
  • Não se esqueçam que é só um jogo e eu estou tentando fazer o meu melhor.
  • Não queiram me converter em uma super estrela.
  • Não joguem suas frustrações sobre meus ombros.

Lembrem-se que:

  • Somos crianças.
  • Estou apenas começando a aprender, então vou errar muitas vezes.
  • Tenho um técnico/professor que está ali para me orientar.
  • Os árbitros são humanos.
  • As outras crianças também têm o direito de jogar tanto quanto eu.
  • Estou me esforçando para fazer o melhor.
  • É importante que vocês estejam presentes nos jogos para me incentivar, independentemente do resultado.
  • Eu preciso do seu apoio e conselhos.
  • Eu posso não vir a ser o grande atleta que vocês sonham.
  • Não sou um adulto em miniatura.
  • Enfim: Sou só uma “CRIANÇA” querendo se divertir.

 

OOOPSS!

Fonte: http://futsalsc.com.br/noticias/ver/amigos-do-futsal/1202!